Noticias

Compartilhe

Igrejas evangélicas de Itu adotam sistemas drive-thru e drive-in para atender fiéis

Sem poderem realizar cultos em seus templos devido às restrições impostas pela quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus, igrejas evangélicas de Itu, no interior paulista, apelaram neste domingo (3) a celebrações com atividades drive-thru e drive-in, para manterem os fiéis unidos.

À tarde, a igreja DNA fez sua celebração drive-in, com os fiéis dentro de seus carros, no estacionamento do ginásio Prudente de Moraes, ao lado do estádio Novelli Junior, num local que comporta 180 veículos.

Nos principais momentos da celebração, as falas do pastor Rafael Durso eram recebidas com buzinaço e acompanhadas de dentro de alguns dos veículos pelas redes sociais da igreja, que exibiam a mensagem "permaneça no carro".

Buzinas foram ouvidas, por exemplo, quando o religioso disse que Jesus era mais forte que o coronavírus, principal assunto global atualmente, e quando afirmou que Cristo amava todas as pessoas e poderia mudar a história de cada um.

"Chega de buzinar, vocês estão me matando, minha voz está indo embora", disse em determinado momento o pastor, rindo.
A celebração durou pouco menos de uma hora e quarenta minutos. A igreja estuda fazer novo culto no mesmo local na próxima semana.Até este sábado (2),Itu contabilizava três mortes provocadas pela Covid-19, com 22 casos confirmados da doença, segundo a Secretaria da Saúde do município.Durante a manhã, foi a vez de a Comunidade Família Cristã realizar atividades com veículos na cidade, mas desta vez no sistema drive-thru.

Os fiéis passavam com suas famílias dentro dos carros pela rua em que os pastores e voluntários da igreja estavam e eram abençoados sem sair de seus veículos.A igreja fez o culto sem público, mas com transmissão online, e, em seguida, pastores e voluntários com máscaras foram para a rua para abençoar os fiéis, que deixaram suas casas para passar pelo local.

Tendas para proteger os religiosos do sol foram montadas numa área gramada e os pastores se dirigiam até os veículos conforme eles chegavam ao lugar. A ação foi feita por cerca de duas horas e reuniu fiéis que passavam nos carros e gritavam frases como "Deus abençoe".

Sistemas alternativos adotados pelas igrejas evangélicas também têm sido utilizados por igrejas católicas em celebrações como a de Domingo de Ramos e a Páscoa. No lugar das tradicionais celebrações, foram utilizados helicópteros e carreatas no Domingo de Ramos, marco inicial da Semana Santa, em que os católicos revivem o chamado tríduo pascal, que envolve a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.O formato foi a aposta das igrejas para manter a tradição católica.

Na Páscoa, católicos relataram passar por uma semana de vazio existencial e ritos pela internet. Decreto do governador João Doria (PSDB) prevê a quarentena em todo o estado ao menos até o próximo domingo (10), o que impede a abertura de igrejas -apesar de algumas localidades terem, por conta própria , permitido a abertura.

Novas medidas sobre o combate à pandemia, liberando atividades ou não, devem ser anunciadas nesta semana pelo estado.

Fonte: Bonde, 4/05/2020