Imprensa

Compartilhe

Categoria:

O desafio do pequeno gestor

É possível gerir uma empresa com ética e dentro da lei?

É absolutamente possível, muito embora seja tremendamente desafiador. O que tenho visto é muita gente seguindo as regras do mercado e pagando caro por isso. Deixe me dar um exemplo: empresas que não seguem as regras da CLT em geral são chamadas na Justiça do Trabalho para pagar toda conta e muito mais. Empresas que praticam pagamentos informais a fornecedores, ou que não registram todas as suas receitas tem sido chamadas pela Receita Federal que atualmente cruza dados e informações de diversas naturezas para identificar sonegadores. Empresas que usam da mentira para vender seus produtos em geral são levadas à Justiça Civil, pois desobedeceram o Código do Consumidor. Esses e outros tantos exemplos tem feito com que muitas empresas consigam sobreviver ao longo do tempo.

Qual o desafio de um pequeno gestor?

Identificar claramente seu público alvo, adequar sempre seu produto e serviços e ser excelente aos olhos desse mercado. As decisões empresariais de investimento e gastos sempre devem priorizar o olhar de quem compra produtos e serviços.

Quais características ele deve ter?

Todo gestor deve buscar desenvolver as diversas competências exigidas por seu mercado. Tais competências têm seu aspecto técnico, mas também comportamental. Imagine um gestor de um pequeno negócio de pintura. Ele deve dominar diversas técnicas, conhecer os diversos fabricantes de tintas, bem como seus produtos, mas deve saber fazer um orçamento competitivo, desenvolver um bom diálogo com seu público alvo, realizar seu trabalho de maneira organizada, utilizar corretamente equipamentos de segurança etc. Esse profissional sempre terá mercado para trabalhar.

Qual o futuro das empresas cristãs e como se manter forte no mercado enfrentando concorrências, impostos ao extremo?

Recentemente um amigo pediu uma pizza pelo telefone. Durante sua ligação, solicitou um refrigerante sem gelo, pois seus filhos pequenos estavam gripados. Foi atendido em seu pedido. Uma semana depois, ele ligou novamente e, durante o atendimento, o outro atendente perguntou: seus filhos melhoraram? Ele ficou impactado e feliz com a preocupação. Pergunta: onde ele comprará a próxima pizza? Com essa pequena história quero dizer que a melhor maneira de enfrentar o mercado é tratando muito bem seu cliente, cuidando das pessoas que trabalham na empresa, utilizando-se adequadamente de tecnologia e, claro, "fazendo uma pizza gostosa".

Que conselhos você daria para um pequeno gestor?

Existem muitos cursos no mercado que ajudam o pequeno empresário a aperfeiçoar-se. Indico o trabalho que o Sebrae tem feito, tanto nos cursos que oferece, quanto em consultorias. Acima de tudo, o pequeno gestor deve controlar muito bem seus números. Ele deve ter as finanças sob controle absoluto.

Entrevista com Rodolfo Montosa
Publicado em: maio/junho 2011
Veículo: Revista Consumidor Cristão