O melhor ano de nossa história - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > O melhor ano de nossa história

O melhor ano de nossa história


Publicado em 20.02.2018
"Bendita a pessoa que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor" (Jeremias 17.7).

Como viver o melhor ano de nossa história? O profeta Jeremias declara que uma pessoa bendita (sobre quem repousa uma boa palavra, um bom testemunho, uma bênção; abençoada) tem confiança e esperança no Senhor. Confiança e esperança não somente rimam, mas são palavras amigas, co-dependentes e complementares. Confiança gera esperança. Esperança alimenta a confiança. Por outro lado, desconfiança gera desespero, e desespero alimenta a desconfiança. Por essa razão, o profeta diz que a pessoa que tem confiança e esperança é bendita!

A confiança é desenvolvida no relacionamento com o Senhor, formada na experiência que se passou. Em certo sentido, a confiança tem relação direta sobre nossa leitura do passado. Por isso, confiança tem relação direta com gratidão. Se nosso coração está cheio de gratidão, certamente estará cheio de confiança. Se existe mágoa nas experiências que passamos, pode ser o fato de nascer a desconfiança. A Bíblia traz a rica experiência de Davi diante do desafio de Golias. Enquanto todo o exército de Israel estava derrubado, ele lembrou-se de como o Senhor tinha sido com ele na vitória sobre o leão e o urso (1 Samuel 17.37). Não seria diferente. Ele confiava plenamente no Senhor.

Foi o próprio profeta Jeremias que disse em Lamentações 3.21: "quero trazer à memória (passado de confiança) o que pode me dar esperança" (futuro). Há uma ligação direta!

A esperança é necessária em relação às coisas que hão de vir.
Não é apenas uma espera, do verbo esperar, mas uma espera carregada de confiança e fé, do verbo esperançar.
A Bíblia nos traz o rico exemplo: "Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera" (Romanos 4.18-21).

Pode haver alguma experiência do passado que gerou desconfiança. Essa experiência deve ser recontada e resignificada aos olhos da confiança (Salmos 90.12; Romanos 5.3-5; 2 Coríntios 12.7-10). Pode haver alguma área em nossa vida sem esperança, para a qual dizemos: "não tem mais jeito", "não tem solução", "não há esperança para isso". Certamente essa área está sob a influência de uma mentira, pois nosso Deus é esperança em sua essência (Salmos 39.7; 42.5; 62.5; 71.14; Romanos 15.13).

O resultado na vida de quem tem confiança e esperança no Senhor não poderia ser outro. Segundo o profeta, essa pessoa "é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto" (Jeremias 17.8).

A confiança e esperança no Senhor nos transformam em árvores com raízes profundas (confiança) que se tornam frutíferas (esperança) em toda estação da vida, nos conduzindo ao melhor ano de nossa história.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade do título, dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também

Hoje é tempo de construir um legado
Quando o último dia é o recomeço
O Evangelho maltrapilho de Brennan Manning 

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/o-melhor-ano-de-nossa-historia.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: O melhor ano de nossa história
Autor: Rodolfo Garcia Montosa

Mais Lidos

carregando...

Comentários