A vereda dos justos - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > A vereda dos justos

A vereda dos justos


Publicado em 15.05.2007

"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito" Provérbio 4.18

A vereda dos justos é a vereda de todos os que são justificados pela fé no Senhor Jesus. Somos todos exortados pela Palavra a correr com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus. À semelhança de uma corrida de revezamento, somos contemplados por uma nuvem de testemunhas, atletas da fé que já venceram, mas que dependem da nossa vitória para que recebam, conosco, o seu galardão. Essa corrida tem largada, travessia e chegada. Guimarães Rosa nos deixou a lição de que a travessia na vereda da vida é mais importante que a largada e a chegada. No entanto, podemos dizer que a vereda dos justos é como a luz da aurora que brilha mais e mais até ser dia perfeito porque começa bem, na largada; prossegue bem, na travessia; termina bem, na chegada.

Em primeiro lugar, a vereda dos justos é brilhante porque começa bem. Começa em Cristo. Jesus é o autor da fé. Ele é justo e justificador dos que crêem. Ele disse: Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem (João 10.9). Os justos entram pela porta. Não pulam o muro. Atendem ao chamado para o arrependimento e a fé, para a conversão, para a salvação pela graça. Aceitam o chamado para o discipulado, para o serviço, para a missão. Renunciam a vida mesquinha centralizada no ego para viver a vida plena e abundante centralizada em Cristo. A vereda dos justos é brilhante porque começa bem.

Em segundo lugar, a vereda dos justos é brilhante porque nela os justos prosseguem bem. Prosseguem em Cristo. Ele disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14.6). Portanto, ele não é só a porta; ele é o caminho. Os justos são achados em Cristo não tendo justiça própria, que procede da lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé (Filipenses 3.9). A vereda dos justos é como a luz da aurora que brilha mais e mais até ser dia perfeito porque são discípulos do Cristo que disse: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida (João 8.12).

Em Cristo, os justos fazem a travessia: passam pelo teste das provações do deserto e são aprovados; identificam-se com o Cristo na cruz e morrem para o pecado; unem-se pela fé a Jesus na sua ressurreição e ressuscitam para uma vida nova; unem-se pela fé a Jesus em sua ascensão e assentam-se nas regiões celestiais em Cristo; dessa posição celestial reinam com Cristo, mas são perseguidos na terra; recebem inspiração dos que venceram pela fé, a exemplo dos nomes mencionados em Hebreus 11: Abel, Enoque, Noé, Abraão, Isaque, Jacó, José, Moisés, Josué! Que companheiros de travessia. Mas o autor de Hebreus prossegue e menciona também Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas. À lista da carta aos hebreus podemos acrescentar Pedro, Paulo, os apóstolos, Policarpo, Atanásio, Agostinho, Lutero, Calvino, Wesley, Simonton e tantos outros. Como afirma a carta aos hebreus, esses heróis da fé subjugaram reinos, praticaram a justiça, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros. Para alguns, essa travessia teve alto preço: passaram pela prova de escárnios, açoites e prisões; foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos ao fio da espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados, errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra.

Guimarães Rosa tinha razão: a travessia é mais importante, e também mais difícil, do que a largada e a chegada! Mas os justos perseveram; fazem a travessia; deixam a lição da fibra humana, do homem humano, no conceito de Guimarães Rosa; do homem que reflete a imagem e semelhança de Deus, afirmamos nós com as Escrituras Sagradas! A vereda dos justos é brilhante porque eles prosseguem bem.

Em terceiro e último lugar, a vereda dos justos é brilhante porque nela os justos terminam bem. Terminam em Cristo. Ele é o consumador da fé. Ao se aproximarem da chegada, podem dizer com Paulo: Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda (2 Timóteo 4.7-8).

O nosso texto não fala da vereda do justo, mas da vereda dos justos. Há uma solidariedade nesta caminhada. Todos nós aguardamos aquele Dia mencionado por Paulo. O apóstolo do amor, João, escreve: Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque havemos de vê-lo como ele é (1 João 3.2). Neste sentido, a travessia continua. Ninguém atingiu ainda o destino final. Aguardamos ainda o nosso encontro com o Senhor glorificado.

Depois de mencionar os vencedores pela fé, o autor de Hebreus acrescenta: Ora, todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, por haver Deus provido coisa superior a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados (Hebreus 11.39-40). Repetimos o que já dissemos: a caminhada cristã na vereda dos justos é como uma corrida de revezamento. Os que já venceram dependem da nossa vitória para que recebam o galardão; dependemos da vitória dos que nos sucedem para sermos galardoados. Sejamos vencedores em nossa geração fazendo a nossa parte na marcha do povo de Deus.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/a-vereda-dos-justos.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: A vereda dos justos
Autor: Mathias Quintela de Souza

Mais Lidos

carregando...

Comentários