Sou guerreiro - Liderança Pastoral - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Liderança Pastoral > Sou guerreiro

Sou guerreiro


Publicado em 25.10.2016
Efésios 6.10-18

A vida é uma grande batalha, não é verdade? A Bíblia afirma essa verdade de diferentes maneiras, tais como: o mundo inteiro jaz no maligno (1 João 5.19); o ladrão vem para roubar, matar e destruir (João 10.10); o diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar (1 Pedro 5.8). Querendo, ou não, estamos em meio a um campo de guerra e nem sempre sabemos como nos comportar. Em meio ao fogo cruzado que nos cerca, nem sempre sabemos contra quem lutamos, com que armas devemos contar, nem qual nosso real papel nisso tudo. Isso gera muita tensão e estresse. Em sua carta à igreja de Éfeso, Paulo - experiente guerreiro - compartilha importantes princípios que precisam ser aprendidos.

O guerreiro experiente sabe que é guerreiro.

Assume sua posição. Não transfere responsabilidade para outros. Por isso, Paulo insistiu: revesti-vos de toda a armadura de Deus (Efésios 6.11). Como que dizendo: tomem posição, assumam sua identidade como guerreiros no mundo espiritual, usem suas armas espirituais. Não está se dirigindo somente aos líderes, mas a instrução é para toda a igreja. Por isso a Bíblia ensina: resistam ao diabo e ele fugirá de vocês (Tg 4.7); aquele que é nascido de novo e não vive na prática do pecado, o Maligno não pode tocar (1 Jo 5.18). Jesus tinha deixado claro para seus discípulos: Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano (Lc 10.19). Jesus sempre viu seus discípulos como guerreiros.

O guerreiro experiente sabe quem é seu inimigo.

Parece óbvio, mas nem sempre sabemos identificar quem realmente é nosso inimigo. Por isso, Paulo escreveu: nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais (Efésios 6.11-12). Temos um inimigo invisível, mas real, que tem método (cilada), organização (hierarquia) e intenção (matar, roubar e destruir). Jesus, mais que ninguém, sabia identificar seu inimigo. Desde o início de seu ministério foi duramente atacado por Satanás, e inúmeras vezes expulsou demônios e libertou pessoas. Ensinou seus discípulos nessa desafiadora tarefa de discernir. Ele os repreendeu quando não conseguiram expulsar o demônio de um menino (Lucas 9.40), quando repreenderam um homem que expulsava demônios, simplesmente por que não era "um dos nossos", e também quando, por não serem recebidos em uma aldeia de samaritanos, quiseram fazer cair fogo do céu para destruí-los (Lucas 9.51-56). Finalmente, os discípulos aprenderam a guerrear contra o real inimigo quando enviados às aldeias (Lucas 10.17-24). Por mais que sejamos perseguidos por pessoas, ou que não sejam "do nosso time", ou que nos contrariem, nosso real inimigo é Satanás e suas hostes. Não se deixe enganar!

O guerreiro experiente sabe como usar suas armas.

Por isso Paulo ensinou: Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Paulo não ensinou uma sequência para ser repetida como um tipo de magia, amuleto, talismã, ou mantra. Ele apresenta uma proposta de nos revestir diariamente de Cristo em nossa vida, com as peças de uma roupa de um guerreiro espiritual que somente quem está em Cristo tem acesso. Como muito bem escreveu a evangelista Iraídes: revestir-nos da armadura de Deus é nos vestir da vida abundante que Jesus nos deu, pois ele é a verdade (João 14.6), é a justiça (2 Coríntios 5.21), é a paz (Isaías 9.6), é o Autor e Consumador da fé (Hebreus 12.2), é a salvação (Atos 4.11-12), é a espada do Espírito, a Palavra, o Verbo Vivo (João 1.1). Viver a vida de Cristo, fundamentada na Palavra, e regada pela oração é a essência de armas poderosas que temos para derrotar o inimigo. E como são poderosas em Deus as armas da nossa milícia! (2 Coríntios 10.4-6).

A boa notícia é que Jesus já venceu todos os principados e potestades (Colossenses 2.15) e nos fez assentar com ele nas regiões celestiais acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir, não só no presente século, mas também no vindouro (Efésios 1.20-21). Essa vitória somente existe para quem está em Cristo. Aos olhos de Deus, revelados na Bíblia, somos guerreiros de uma guerra já vencida por Cristo.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Leia também 
Ano novo, novas vestes
Estrategia espiritual
Ele é Ele 

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/lideranca-pastoral/sou-guerreiro.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Sou guerreiro
Autor: Rodolfo Garcia Montosa

Mais Lidos

carregando...

Comentários