Conceitos fundamentais sobre o dízimo - Finanças e Contabilidade - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Finanças e Contabilidade > Conceitos fundamentais sobre o dízimo

Conceitos fundamentais sobre o dízimo


Publicado em 30.08.2006

A Sociedade atual em que vivemos é consumista e imediatista. A forma como lidamos com dinheiro ignora o princípio bíblico do dízimo. Tornamos esse princípio relativizado no dia-a-dia de nossas decisões financeiras. É comum estarmos sempre apertados financeiramente pelo fato de ignorarmos esse princípio espiritual. O número de dizimistas fiéis nas igrejas é muito pequeno. O número de freqüentadores tem aumentado, mas não o número de dizimistas. Vamos revisar alguns conceitos importantes sobre o dízimo segundo a Bíblia:

1. O Dízimo foi estabelecido pelo Senhor

Abraão entregou o dízimo a Melquisedeque – “Melquisedeque, Rei de Salém, trouxe pão e vinho, era sacerdote do Deus altíssimo, abençoou ele a Abrão e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus altíssimo, que possui os céus e a terra e bendito seja o Deus altíssimo que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo.” (Gênesis 14.18-20)

Jacó fez voto de dar o dízimo em - “Perto dele estava o Senhor e lhe disse: Eu sou o Senhor Deus de Abraão, teu pai, e Deus de Isaque. A terra em que agora estais deitado, eu ta darei, a ti e a tua descendência... Despertado Jacó do seu sono, disse: Na verdade, o Senhor está neste lugar, e eu não o sabia... ...e temendo disse: Quão temível é este lugar! É a casa de Deus, a porta dos céus... Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista, de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o Senhor será o meu Deus, e a Pedra que erigi por coluna, será a casa de Deus, e, de tudo quanto me concederes eu te darei o dízimo.” (Gênesis 28.13-22)

O Senhor estabelece o dízimo - “Também todas as dízimas da terra, tanto dos cereais do campo, como dos frutos das árvores, são do Senhor, santas são ao Senhor. Se alguém, das suas dízimas, quiser resgatar alguma coisa acrescentará a sua quinta parte sobre ela. No tocante às dízimas do gado e do rebanho, de tudo que passar debaixo do bordão do pastor, o dízimo será santo ao Senhor... (Levíticos 27:30-33).

2. Jesus diz que devemos dar os dízimos

“Não penseis que vim revogar a Lei ou os profetas, não vim para revogar, vim para cumprir” (Mateus 5:17)

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé, devieis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas” (Mateus 23:23)

Em Hebreus 7 é esclarecida a ligação de Melquisedeque com Cristo, tornando o dízimo do antigo testamento presente no novo. Validado pela prática de Abraão, de entregar o dízimo a Melquisedeque, com o esclarecimento de Paulo mostrando que Cristo é o sacerdote único e perfeito. A carta aos Hebreus, 7:8, deixa claro que a prática do dízimo era comum desde os primórdios da igreja primitiva.

3. A primeira coisa em que devemos aplicar nossos recursos é o dízimo

A entrega do dízimo deve ser feita assim que recebemos nossos salários, proventos, rendimentos, etc., este princípio está claro em Prov. 3:9 - “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda.”

4. A entrega do dízimo deve ser feita na Igreja, na casa do Senhor 

“Tragam todos os dízimos à casa do tesouro...” (Malaquias 3:10)

 “Então, haverá um lugar, que escolherá o Senhor, vosso Deus, para ali fazer habitar o seu nome, a esse lugar fareis chegar tudo o que vos ordeno: os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta das vossas mãos...” (Deuteronômio 12:11)

Entendemos que o dízimo deve ser entregue na igreja que congregamos.

5. Dízimo significa a décima parte ou dez por cento de tudo o que temos

No entanto, a Bíblia relata casos em que o reconhecimento de que o Senhor é Senhor de tudo, ou seja de 100% de nossas posses, levou a entrega de valores ou bens em % superior.

Zaqueu tocado por Jesus deu metade de tudo o que tinha. (Lc 19:8)
A viúva pobre que Jesus observava no templo deu tudo o que possuía. (Lc 21:1-4)
A Igreja primitiva tinha tudo em comum conforme (Lc 4:32)


6. O dízimo não é para ser administrado por quem o entrega, mas sim pelos encarregados deste serviço na casa do Senhor 

“... Mas os levitas farão o serviço da tenda da congregação e responderão por suas faltas...” (Num 18:21-24)

7. Pastores, missionários, obreiros que vivem com recursos ofertados ou provenientes do dízimo do povo de Deus também deverão entregar o dízimo, é o dízimo do dízimo. 

“…Quando receberdes os dízimos…, … deles apresentareis uma oferta ao Senhor: o dízimo dos dízimos…” (Num.18:25-29)

8. O dízimo deve ser retirado da melhor parte.

“De todas as vossas dádivas apresentareis toda a oferta do Senhor: do melhor delas a parte que lhe é sagrada...” (Números 18:29-30)
“Como era grande esse a quem Abraão, o patriarca, pagou o dízimo tirando dos melhores despojos.” (Hebreus 7:4)

Devemos deixar que o Espírito Santo trabalhe nossos corações para que sejamos fiéis dizimistas, habilitados a receber as bênçãos que o Senhor tem preparado para nós.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/financas-e-contabilidade/conceitos-fundamentais-sobre-o-dizimo.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Conceitos fundamentais sobre o dízimo
Autor: Rodolfo Montosa e José Roberto Luppi

Mais Lidos

carregando...

Comentários