Lições aprendidas de um projeto mal sucedido - Estratégia e Planejamento - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Estratégia e Planejamento > Lições aprendidas de um projeto mal sucedido

Lições aprendidas de um projeto mal sucedido


Publicado em 15.03.2016

Neste artigo quero compartilhar as experiências de um projeto mal sucedido, as falhas identificadas e as lições aprendidas.

O Projeto
O Projeto a ser realizado era um culto de jovens temático. O culto deveria atender a um público aproximado de 300 jovens. O projeto deveria ser realizado pela igreja local, porém algumas entregas do projeto seriam realizadas pela Coordenadoria.

Regional de Jovens.
A Coordenadoria Regional de Jovens deveria realizar o papel de um PMO (Project Management Office), instruindo a igreja local, controlando o serviço realizado e dando suporte nas dificuldades encontradas pela liderança local. Neste projeto em especifico o PMO seria responsável por algumas entregas.

O Planejamento
Ao receber a missão de realizar o culto a igreja local reuniu a liderança dos jovens e chegamos a seguinte conclusão: sem a aplicação de técnicas de gerenciamento de projetos não seriamos capazes de realizar todas as entregas. A igreja local conta com menos de 50 membros e a liderança dos jovens com apenas 10 pessoas, não possuíamos nem sequer o espaço para realizar um evento para 300 pessoas.

Partimos do princípio de que necessitávamos de uma metodologia para que todos pudessem compreender o projeto como um todo. Utilizamos o PM Canvas para dar o pontapé inicial em nosso projeto. Como o nível de maturidade em gerenciamento de projetos era baixo na equipe esse foi o método mais fácil para que todos compreendessem como o projeto deveria ser executado.

Após a primeira reunião já estavam claros os seguintes pontos:
• Porque?
• O que?
• Quem?
• Como?
• Quando e Quanto?

A fase do Planejamento foi essencial para prever os riscos e evitar grandes problemas no futuro. Identificamos uma premissa importante: Conseguir o local para a realização do evento dentro do prazo estimado, pois a igreja local não comportaria 300 jovens. Toda premissa vem acompanhada de um ou mais riscos, nesse caso o risco era não conseguir o local para o evento dentro do prazo, acarretando no insucesso do projeto.

Requisitos

Os requisitos expressam os desejos e anseios de vários Stakeholders (pessoas afetadas diretamente ou indiretamente pelo projeto). Identificar os requisitos do projeto pode ser um desafio para a equipe, pois alguns requisitos não estão explícitos.
Nosso projeto contava com um requisito restivo: O culto deve ser realizado nas proximidades da igreja local.
Nas proximidades identificamos 3 possíveis locais para a realização do evento, porém 2 foram descartados por falta de ventilação (A cidade é extremamente quente, fatores ambientais devem ser levados em conta), nossas possibilidades se reduziram a apenas um local.

Falhas de Comunicação

Enquanto a Gerente de Projetos levantava a documentação necessária para pedir ao órgão competente autorização para utilizar o local o cronograma seguia de acordo com a programação.

O atraso do PMO em providenciar a documentação necessária ocasionou na recusa do órgão responsável. Não tínhamos mais nenhuma opção de local para a realização do evento. O atraso na definição do local causou frustração em alguns membros locais pois outras atividades já haviam sido iniciadas.

Esse momento foi crucial para o projeto, pois a inviabilização do projeto era evidente e a comunicação aos membros da equipe em um momento destes é muito delicada. O PMO resolveu dar continuidade no projeto mantendo a data e utilizando outra igreja próxima para a realização do evento. Houve falhas de comunicação e nem todos membros locais entenderam como o projeto teria continuidade e quais seriam seus papeis nesse novo projeto.

Conclusão

Quando lidamos com empresas o insucesso de um projeto pode resultar na perda de lucro dos sócios e investidores ou demissão dos membros da equipe do projeto, porém quando o projeto é dentro da igreja estamos lidando também com a fé das pessoas. O gerente do projeto tem que estar ciente de que a fé dos membros da sua equipe e dos envolvidos está em jogo, pois nem todos têm maturidade suficiente para enfrentar o insucesso.

A igreja de Cristo conta com servos cheios de vontade em seus corações e com fé de que o Senhor está ao nosso lado para nos ajudar a realizar aquilo que foi entregue em nossas mãos. Porém, a falta de conhecimento em administração e gestão podem frustrar a igreja. Deus não fará aquilo que está ao alcance de nossas mãos, ele é o Deus do impossível, o possível é de nossa responsabilidade.

Existe uma equação que pode ser levada em conta quando falamos de projetos na igreja:
MUITA FÉ + MUITA ORAÇÃO + NENHUMA ADMINISTRAÇÃO + NENHUMA GESTÃO = FRUSTRAÇÃO
Evite frustrações, qualifique-se, estude, busque e seja um servo melhor.
A paz do Senhor!

Leia também
Sua Igreja precisa de alinhamento estratégico
Planejamento estratégico nas igrejas
A diferença entre programas e projetos

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/estrategia-e-planejamento/licoes-aprendidas-de-um-projeto-mal-sucedido.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Lições aprendidas de um projeto mal sucedido
Autor: Lucas Fernandez Matos

Mais Lidos

carregando...

Comentários