Indicadores de desempenho nas igrejas - Estratégia e Planejamento - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Estratégia e Planejamento > Indicadores de desempenho nas igrejas

Indicadores de desempenho nas igrejas


Publicado em 06.01.2004

No processo de melhoria contínua da gestão, que possibilite tirar o máximo dos recursos existentes visando o crescimento, manutenção e desenvolvimento de uma igreja, a utilização de ferramentas como “Indicadores de Desempenho” é capítulo importante e que deve ser levado a sério.

Indicadores de desempenho, como o próprio nome sugere, são utilizados para estabelecer o desempenho da igreja em um determinado período, sob alguns prismas. Eles podem ser vários, abrangendo toda a organização, de forma que se tenha a visão do todo.

Se avaliarmos uma igreja somente pelos números financeiros, ou pelo crescimento do número de membros, não teremos a visão clara e global que nos permita realizar comparações.

Como esta igreja desejou crescer? Como planejou caminhar? E como avaliar se este crescimento, este caminhar, foi o esperado?

Conceito

Existem algumas formas de avaliar o desempenho de uma organização e uma delas é feita através do Balanced Scorecard. Esta ferramenta apresenta como base algumas perspectivas, pelas quais uma organização, no caso uma igreja, deve ser observada:

  • - Perspectiva Financeira

  • - Perspectiva dos Processos Internos

  • - Perspectiva da Sociedade/Comunidade (clientes?)

  • - Perspectiva da Aprendizagem e Crescimento

O processo de gerenciamento tradicional baseado nas medidas financeiras ou nas medidas de crescimento quantitativo de uma organização vem sendo criticado nas últimas décadas. A sociedade mudou (está em constante mutação) e exige que a forma de se observar o “estágio” da organização seja feita de maneira mais detalhada, como mensurar se em um determinado período de recessão financeira, uma igreja cresceu em aspectos que não seja o da arrecadação.

Quando falamos de Indicadores de Desempenho, queremos dizer que a avaliação deve ser feita através de leituras múltiplas que reflita o todo.

Segundo o modelo de Kaplan e Norton – Balanced Scorecard – são necessários quatro perspectivas que incluem seu modelo básico. (adaptado pelo autor – com vistas a aplicação em organizações sem fins lucrativos):

1 – Para obtermos sucesso financeiro, como devemos nos relacionar com nossos contribuintes?

2 – Para sermos bem sucedidos em nossa Missão como Igreja, como devemos encarar a sociedade?

3- Para superarmos as expectativas dos membros de nossa igreja e da sociedade, em quais processos devemos nos sobressair?

4- Para sermos bem-sucedidos em nossa missão, como devemos manter nossa capacidade de aprender e crescer?

É importante destacar que os indicadores que estabelecerão o desempenho da igreja estarão intimamente relacionados com o Planejamento Estratégico, pois nele é que serão estabelecidas as metas e as estratégias para alcançá-las.

Outro fator importante que merece destaque no uso dos Indicadores de Desempenho é o da “Organização que Aprende”. Uma organização que aprende é aquela que está habilitada para criar, adquirir, transferir o conhecimento e modificar o seu comportamento, com o propósito de refletir este conhecimento e propiciar novos insight.

O processo de implantação dos Indicadores de Desempenho proporciona este aprendizado para a igreja que passa a conhecer mais a respeito de si e de seus processos. Como estabelecer indicadores capazes de retratar a realidade?

Na grande maioria das organizações e entre elas muitas igrejas, temos observado uma grande ênfase na área financeira e/ou no crescimento quantitativo, como se isto fosse o suficiente para representar o “sucesso”, e se tudo o que foi feito além dos números não devesse ser considerado, ainda mais quando tratamos de assuntos espirituais.

Sabemos que as finanças e o crescimento numérico ocupam papéis importantes, porém não determinante nas igrejas, e que o desempenho tem outras formas de ser mensurado.

Para estabelecermos indicadores que nos ajudem avaliar a igreja, precisamos primeiramente pensar nos grupos de indicadores e qual o peso que cada grupo terá na avaliação como um todo.

Exemplo:

1. Perspectiva Financeira: peso 2
2. Perspectiva dos Processos Internos: peso 3
3. Perspectiva da Sociedade/Comunidade (clientes): peso 4
4. Perspectiva da Aprendizagem e Crescimento: peso 4

Desta forma, poderíamos estabelecer que a “Perspectiva Financeira” é que terá menor valor na avaliação final estabelecida para o período (dois anos, por exemplo), e que as “Perspectivas da Sociedade/Comunidade” e “Do aprendizado e Crescimento” terão maior peso em nossa avaliação. Em outro período, os pesos poderão mudar, dependendo do que se pretende alcançar.

Dentro do grupo “Perspectiva da Sociedade/Comunidade” poderíamos estabelecer os seguintes indicadores:

  • * Número de trabalhos voltados exclusivamente para a comunidade (assistência social, por exemplo) em relação a outro período

  • * Quanto dos recursos arrecadados é aplicado em favor da comunidade (para trabalhos sociais)

Indicadores como esses podem nos dar a clara visão da evolução da igreja através dos resultados que eles apresentem

Vamos trabalhar agora com o exemplo da “Aprendizagem e Crescimento”

  • * De quanto foi o crescimento em número de participantes em nossas reuniões/cultos no período avaliado em relação ao período anterior?

  • * Como as pessoas avaliam o processo de ensino da igreja em relação ao período passado?

É claro que cada uma destas perguntas deverá ser traduzida em indicadores específicos para que consigamos obter dados mensuráveis. Cada uma delas poderá ser decomposta em dois, três ou mais indicadores.

Informações terão que ser obtidas, pesquisas realizadas e todas compiladas, o que dará o “status atual” da igreja. A partir de então será possível estabelecer o “status ideal” e pensar nas estratégias que nos levarão a alcançá-lo.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Leia Também:
Visão financeira da Igreja por indicadores
A Igreja e suas finanças
Desmistificando a gestão no contexto das Igrejas
  

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/estrategia-e-planejamento/indicadores-de-desempenho-nas-igrejas.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Indicadores de desempenho nas igrejas
Autor: José Valdir Fonteque

Mais Lidos

carregando...

Comentários