Primeiros passos para a edificação de templos - Administração Geral - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Administração Geral > Primeiros passos para a edificação de templos

Primeiros passos para a edificação de templos


Publicado em 25.02.2009

Felizmente as igrejas crescem e necessitam ampliar ou construir um novo templo. Depois de tomada esta decisão, quais são os próximos passos?

O arquiteto

Ainda que não seja uma prática corrente, antes de se buscar um local deve-se fazer contato com um arquiteto. Este pode ser um profissional que já congrega na igreja local, pode ser alguém de relacionamento da liderança ou ainda um profissional com trabalho reconhecido na cidade. Independente do profissional, preferentemente, deve ser alguém com alguns anos de prática.

As necessidades

Feita esta escolha, devem-se definir internamente quais são as necessidades da igreja local. O arquiteto pode ajudar grandemente neste aspecto, sugerindo itens a serem considerados esta fase de concepção. Como necessidades entendemos a capacidade esperada para o novo templo e o espaço desejado para músicos, coral, salas, sanitários, escritórios e estacionamento. Deve-se também considerar já nesta etapa quais são as necessidades de ampliação em um futuro próximo.

O local

O passo seguinte é a escolha do local onde a geografia, topografia, geometria do terreno, tipo de solo, estrutura urbana, insolação, ventos, legislação de uso e ocupação do solo serão analisados. Uma vez pré-selecionado o local deve-se analisar detalhadamente se o local atenderá as necessidades enumeradas para então decidir se o local é viável para este tipo de edificação. É preciso compreender cada necessidade e suas implicações no futuro projeto já que todos são de suma importância na definição do conceito arquitetônico e construtivo.

As normas

Todo município possui leis que regulam o uso e a ocupação do solo. Estas leis e normas diferem de município para município e estão disponíveis nas prefeituras. Elas regulam e definem o que é permitido no ato de edificar. Nelas estão contidas taxas de ocupação (área máxima permitida para edificação), recuos frontais e laterais, área permeável, se a zona permite edificação de templos, alinhamento predial, altura da edificação, vagas para estacionamento por área construída, acessibilidade ao deficiente físico, isolamento acústico e outros aspectos. É especialmente importante o conhecimento da ABNT NBR 9050, norma esta que também trata das condições de acessibilidade as edificações.

O conforto

Um outro aspecto para a edificação de um templo que muitos não dão a devida importância é o conforto ambiental, que tem relação com a concepção e o posicionamento da edificação que será implantada no terreno escolhido. Conforto ambiental refere-se a conforto térmico, conforto luminoso e acústica arquitetônica. O conforto térmico está relacionado ao clima e ao posicionamento da edificação em relação ao sol, ventilação natural e o desempenho térmico dos materiais utilizados para edificação. Conforto luminoso é aquele que proporciona um melhor aproveitamento da iluminação natural e artificial na edificação. A acústica arquitetônica tem profunda relação com a forma interna do edifício. Existem dois tipos de problemas acústicos: isolamento e absorção. Isolamento que visa a obtenção das boas condições de sossego e trabalho. Absorção procura o bom condicionamento acústico dos ambientes, ou seja, a boa audição. Se esta questão do conforto ambiental for bem estudada já na concepção do projeto, teremos um mínimo de esforço fisiológico das pessoas que ocupam o espaço edificado em relação à luz, ao som, ao calor, ventilação e isto resultará em economia.

O custo do profissional

Um profissional devidamente habilitado saberá apoiar a liderança da igreja em todas as fases. E, ao contrário do que muitos pensam e como ocorre em diversas áreas, a contratação deste profissional nem sempre representa gasto extra. Se a igreja for organizada e planejada verá que no fechamento da contas haverá economia, inclusive de tempo.

Um local de inspiração

Como um lugar de reunião para pessoas exercitarem sua fé, o templo é uma construção para oração e culto a Deus. O propósito desta construção é ajudar-nos a conectar com Deus, e sua característica essencial única é de inspirar. É apropriado, então, que ela reflita algo de belo. Ressalto, porém, que belo não é sinônimo de custos elevados. Na construção de um templo o objetivo não deve ser de impressionar pessoas, mas de criar um ambiente agradável e funcional. A arquitetura pode e deve sustentar os valores da nossa fé.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Leia Também:
Acessibilidade: Direito e dever de todos
Projetos de arquitetura para Igrejas

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/administracao-geral/primeiros-passos-para-a-edificacao-de-templos.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Primeiros passos para a edificação de templos
Autor: Shileon Ferreira Martins Junior

Mais Lidos

carregando...

Comentários