Artigos

Compartilhe

Liderança Pastoral

Experimentando o crescimento sem comprometer a qualidade

O Senhor Deus disse a Moisés o seguinte: “Diga a Arão que nenhum descendente dele que tiver algum defeito físico poderá me apresentar as ofertas de alimento. Essa lei valerá para sempre. Nenhum homem com defeito físico poderá apresentar as ofertas: seja cego, coxo, com defeito no rosto ou com corpo deformado; ninguém com uma perna ou braço quebrado; ninguém que seja corcunda ou anão; ninguém que tenha doença nos olhos ou que tenha sarna ou toura doença de pelo; e ninguém que seja castrado". (Levítico 21:16-18).

É muito comum as pessoas falarem que não se importam com a quantidade e sim com a qualidade. Mas é preciso entender que uma não exclui a outra, pelo contrário, uma gera a outra. Um projeto que tenha qualidade certamente vai gerar quantidade. Da mesma forma, se uma igreja produz qualidade deve resultar em quantidade.

Um segundo fator do qual não podemos nos esquecer é que o plano de Deus é sempre o homem. Deus está sempre interessado na salvação e no crescimento do homem, através da pessoas bendita de Jesus. Logo, o crescimento da igreja é natural quando ela está apaixonada por Cristo, o seu noivo, quando existe um relacionamento íntimo entre ambos.

Conduzir um grupo ou uma igreja nesta caminhada não é nada fácil. Por isso, os líderes devem estar sempre diante de Deus para saber como agir, entendendo que liderança não é um cargo, mas uma função que deve ser exercida continuamente.

No texto lido acima, Deus ensina o que um sacerdote não dever apresentar. A morte e ressurreição de Cristo nos legou o sacerdócio real, através do qual nos chegamos a Deus. E, assim como os sacerdotes, no plano físico, não poderiam apresentar determinadas característica, nós, no plano espiritual, também precisamos eliminar determinadas manchas de nosso caráter.Um sacerdote não pode ser:

1 - CEGO: Este é o que não tem visão. Líder tem que ter visão de crescimento, tem que entender que sonhar é necessário. Ter visão também significa ter alvos, metas, ou seja, algo mensurável. Mas os nossos sonhos não devem ser do nosso tamanho, e sim do de Deus. Tenha sonhos que estejam fadados ao fracasso se houver a intervenção do Senhor.

2 - COXO: Este é o que tem pernas que não suportam o peso de seu corpo. O líder tem que caminha e não se arrastar.

3 - DEFEITO NO ROSTO: Este é aquele que usa uma máscara para esconder o verdadeiro rosto. Algumas pessoas dizem que nós precisamos viver o que pregamos, mas eu creio que precisamos pregar o que vivemos, pois era assim com Jesus. Um líder precisa pregar o que ele vive dentro de sua casa, em sua vida particular. O povo espera por isso e não por um ótimo pregador. As ovelhas querem alguém sincero. O pastor ou líder que não tem outro rosto inspira confiança. Nasce, então, o relacionamento, e a igreja ou o ministério cresce.

4 - CORPO DEFORMADO: Este é o que tem o corpo desproporcional. Para crescer, o corpo de Cristo, ou seja, a igreja precisa conhecer Jesus por completo. Existem igrejas que se concentram desenvolvendo uma única área e criam anomalias. Igrejas que só são hospitais, só têm doentes; igrejas que só são clubes, só têm sócios; igrejas desequilibradas geram pessoas desequilibradas.

5 - PÉ QUEBRADO: Este é o que não fica em pé. Há líderes que estão sempre caindo, sempre repetindo o mesmo erro. O pecado é algo que, quando detectado, precisa ser tirado de nosso meio, extirpado de nossa vida. Caso contrário, não conseguiremos ficar de pé.

6 - MÃO QUEBRADA: Este é o que não consegue abençoar. A mão quebrada não pode levantar o irmão, não enxuga suas lágrimas, não abraça. Quem tem a mão quebrada, tem dificuldade de ofertar, de repartir.

7 - CORCUNDA: Este é aquele que anda olhando para o pé. Pastores e líderes e líderes não podem olhar para o chão, não podem ser pessimistas, preguiçosos ou alimentar a inveja, a amargura, o ódio. Pois tudo isso impede que o líder olhe para Deus.

8 - ANÃO: Este é o que parou de crescer. O anão nasce como todas as outras crianças, mas, em um determinado tempo, ele pára de se desenvolver. Isso não pode acontecer a um líder ou pastor, ele não pode parar de crescer.

9 - DOENÇA NOS OLHOS: Este é o que tem uma visão distorcida das pessoas. Em um texto que está no livro de Marcos, capítulo 8:22-26, o narrador conta-nos de um cego que foi tocado por Jesus. Questionado sobre o estado de sua visão, ele respondeu que via os homens como se fossem árvores. Jesus, então, tocou-lhe novamente a fim de que ele enxergasse as pessoas perfeitamente. Um líder nunca pode ver homens como árvores, pois quem vê o homem como árvore, o trata como uma utilidade, esperando receber alguma coisa. Líderes devem olhar para as pessoas com a intenção de serví-las e não de tirar-lhes algo.

10 - SARNA: A sarna é uma enfermidade que dá uma coceirinha muito gostosa. Quanto mais coçamos, mas sentimos vontade de coçar, é algo prazeroso. Na igreja de Cristo, o único prazer deve ser a vontade de Deus.

11 - DOENÇA DE TOURO: É também conhecida com impinge, uma mancha na pele. Um líder não pode ter manchas em sua vida e nem viver atormentado por culpas do passado.

12 - CASTRADO: O homem castrado é aquele que não pode ter filhos. O líder precisa manter a sua capacidade de reproduzir, de gerar filhos e filhas espirituais.

Gostaria de concluir reafirmando que Deus se importa sim com números, desde que ele seja conseqüência daquilo que esteja fazendo através de nós. Quando Ele selou um pacto com Abrão, mandou que o patriarca contasse as estrelas do céu e a areia do mar. Isso é indicação de crescimento. O líder olha para a frente e sabe aonde vai. Olha para trás e vê que está sendo seguido.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com