Artigos

Compartilhe

Reflexão

A felicidade da mansidão

Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra. (Mateus 5.5)

Para crescer em tudo na medida da estatura de Cristo, é preciso viver no Espírito de Jesus e aprender diariamente com ele que é manso e humilde de coração, pois essa virtude é um dom de Deus e um aprendizado constante.

Deus permite situações em nossas vidas que são ricas oportunidades para aprendermos a mansidão, sem a qual ninguém será verdadeiramente feliz. Jesus permitiu, por exemplo, que o diabo peneirasse os discípulos como o lavrador peneira o trigo para separá-lo da palha, mas intercedeu por Pedro para que esse apóstolo se mantivesse firme na fé, superasse o espírito de auto-suficência e arrogância para que pudesse fortalecer os companheiros na crise gerada pela prisão, torturas e morte do nosso Senhor (Lucas 22.31-32).

Crescemos em mansidão, também, quando aprendemos a dominar os nossos instintos, impulsos e paixões no convívio com os irmãos, amando, corrigindo, aconselhando, confessando os nossos pecados uns aos outros e orando uns pelos outros (Tiago 5.16). Como acontece com um animal domado, somente assim nossa inteligência, força e habilidades podem ser usadas para algo útil.

Ninguém é dono de nada do que é conquistado pela violência, seja de que natureza for, pois essa conquista é usurpação, roubo, fraude, engano, ilusão. A hora da verdade chegará. Mas os mansos são felizes porque recebem tudo o que Deus tem prometido para a vida presente e a plenitude da vida na eternidade.

Aceitemos o convite de Jesus: "Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as vossas almas" (Mateus 11.29 - NVI). Além do descanso, teremos vidas frutíferas e uma formosa herança.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com