Artigos

Compartilhe

Administração Geral

Ética: freio ou balizador?


Ética profissional é definida como um conjunto de normas e valores que direcionam e orientam a conduta do profissional e que são obrigatórios para manter a lisura e a reputação do seu nome. Hoje, em todas as mídias, até por conta do momento político em que vivemos no Brasil, a ética profissional é considerada um dos fatores essenciais da ascensão profissional e ponto fundamental nos relacionamentos organizacionais.

Costuma-se dizer que a ética é o freio da ambição e da desonestidade o que, certamente, tem muito fundamento. Para os indivíduos com sólidos princípios a ética é um balizador de suas ações. Para as pessoas antiéticas esses valores carecem de sentido, pois julgam que podem moldar as circunstâncias de acordo com seus interesses pessoais, às vezes sendo ético, às vezes, não. No entanto, da mesma forma como não existe "meia-gravidez" (ou a mulher está grávida, ou ela não está), também não existe "meia-ética": ou o indivíduo é ético, ou ele não é.

Embora todas as profissões tenham seu conjunto de regras e regulamentos, existem algumas regras éticas genéricas aplicáveis a qualquer profissão, independente de ser administrador, dentista, advogado, comerciante ou qualquer outro. A título de melhor ilustração, dividi esses princípios éticos em SIM e NÂO.

Os SIM (éticos):

- Saiba o que você quer da vida, e trilhe seu caminho pautado em sólidos valores éticos e morais. 
- Trabalhe com integridade. Seja honesto e verdadeiro com todas as pessoas com quem você trabalha ou trava contato. 
- Seja confiável. Cumpra o que prometeu; saiba manter sigilo profissional; não passe para trás seus colegas ou seu chefe; dê-lhes apoio quando necessitarem
- Honre seu trabalho e seus colegas. Trabalhar não significa apenas ganhar dinheiro. Significa também ter relacionamento sadio com outras pessoas, manter contato com colegas e clientes. Dê o melhor de si no trabalho, independente das circunstâncias; seja leal com seus colegas, superiores e a empresa onde trabalha. 
- Trate as pessoas com educação e respeito. Consideração e estima são os pontos altos do relacionamento humano e da alta produtividade.

Os NÃO (antiéticos):
- Não espalhe fofocas e boatos
- Não fale mal das pessoas
- Não tenha "duas faces": uma quando estiver na frente da pessoa e outra nas costas dela 
- Não faça parte de "panelinhas" (e, se já fizer, "pule fora" o quanto antes)
- Não sabote o trabalho dos outros ou da empresa.
- Não faça chantagem emocional ou psicológica. 
- Não defraude sua empresa: jogue limpo.

"Errar é humano", diz o ditado, mas trilhar deliberadamente o caminho não ético é uma escolha que tem consequências deploráveis ao longo do tempo, não, apenas, para as pessoas em nossa volta, mas, principalmente, para nós mesmos e nossos objetivos de vida. As escolhas são nossas; os resultados serão consequências dessas escolhas. 
Ainda bem que temos a liberdade de poder fazer escolhas positivas: são elas que justificam nossa passagem pela Terra.

Clique aqui e faça o teste que ajudará a avaliar sua postura perante a ética profissional . É algo extrema-mente pessoal, pois está alicerçado em estímulos éticos, morais e religiosos, cultivados ao longo das nossas vidas. Mas, vamos lá. Em cada questão responda somente a uma alternativa. Use o máximo de sinceridade para não camuflar o resultado.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia Também: 
Ética para uma liderança autêntica 
A ética do reino de Deus
Ética na vida ou vida ética?